quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

Sandra Correia distinguida melhor empresária da Europa


Num país em que somos diariamente bombardeados com notícias sombrias, é de realçar o triunfo dos portugueses que se conseguem notoriedade pela competência e brilhantismo profissional.
Sandra Correia, de 40 anos, venceu o troféu de melhor empresária da Europa 2011, atribuído pelo Parlamento Europeu e Conselho Europeu das Mulheres Empresárias. É presidente executiva da empresa de cortiça Pelcor, sediada no Algarve, que se afirma no mercado de rolhas de cortiça de bebidas e design de luxo feito de casca de sobreiro, onde se destacam os chapéus de chuva de cortiça.
O troféu foi entregue a Sandra Correia no dia 22 de Novembro do ano Novembro por Alain Juppé (ministro dos Negócios Estrangeiros da França) e Elisabeth Morin Chartier (vice-presidente da Comissão Europeia dos Direitos das Mulheres e Igualdade de Género). “Este prémio abre novas portas para a Pelcor e para a cortiça e é um caso de motivação e orgulho para Portugal”, declarou.
Sandra Correia fundou a sua marca a partir da fábrica de rolhas de cortiça do pai, expandindo-se para a moda e também para o design de luxo bolsas de cosméticas, relógios de pulso, malas, carteiras, etc. Criou uma linha especial para Madonna quando esta actuou em Portugal em 2008 (mala, malote, carteira e porta óculos). Em 2010, a Pelcor patrocinou a Cimeira da NATO, que decorreu em Lisboa e ofereceu produtos aos chefes de Estados e representantes máximos dos países membros da Aliança Atlântida (gravatas em pele de cortiça, malas do modelo Baú com a bandeira portuguesa no interior e até uma coleira e tela para o cão de Barack Obama). Alguns dos produtos da Pelicor estão à venda no prestigiado Museu de Arte Moderna (MoNA), em Nova Iorque e na extensão deste museu em Tóquio, Japão.
O negócio de cortiça da família Correia foi iniciado em 1935 pelo avô de Sandra na região algarvia, considerada unanimemente o berço da melhor cortiça. A primeira loja da Pelcor foi em São Brás de Alportel, a que se seguiu Lisboa.
A internacionalização surge a partir do reforço da qualidade, design inovador e produtos únicos e começou em países como França, Holanda, Suécia, Estados Unidos, Brasil. Em 2007, a empresa lucrou mais de meio milhão de euros e Sandra Correia foi galardoada pelo prémio “Empreendedor do ano”, da ANJE Algarve. Os objectivos para o futuro passam por singrar em mercados do Médio Oriente, como no Dubai ou Emirados Árabes e tornar a marca cada vez mais global.
Este é o reconhecimento do percurso profissional pautado pelo dinamismo, empreendedorismo e dedicação absoluta num produto natural genuinamente português.

Sem comentários:

Enviar um comentário