quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Coatis lindos







O coati é um mamífero de tamanho médio da família Procyonidae e do género Nasua, parente do guaxinim. Vive apenas no continente americano, em habitats diferentes consoante a sua localização. Pode ser encontrado primariamente em florestas densas e selvas húmidas que possuem as árvores altas de eleição deste pequeno animal. No entanto os coatis podem viver também em outros habitats como em montanhas e desertos.
Este curioso mamífero possui um corpo alongado, com patas que lembram as dos ursos e permitem que ele trepe facilmente às árvores. Há coatis com pelagem de várias tonalidades: só pretos, cinzento-amarelados bem como ruivos de pés e focinhos negros.
São animais com uma cauda comprida (até 5 cm) e podem medir até 70 cm. Os coatis vivem em grupos de dimensão variável, são diurnos e omnívoros (comem plantas, animais, frutos, sementes, ovos de pássaro, lagartos, minhocas pequenos roedores, etc) e  Além disso, costumam adaptar-se bem à vida em cativeiro.
Existem quatro espécies de coatis, com numerosas subespécies: o coati da montanha (que vive, por exemplo, nas montanhas dos Andes), o coati de nariz branco (presente na América do Norte incluindo o México), o coati de cauda em aneis (por exemplo, na América do Sul) e o coati da ilha de Cozumel (localizada no México).
No geral, os coatis são considerados animais solitários, sendo que o macho só se aproxima da fêmea na altura do acasalamento. O coati acasala no inicio da estação das chuvas, o que ocorre em tempos diferentes do ano, consoante a região e quantidade de alimento. O coati fêmea deixa então o seu bando (que pode ir de 10 a 30 elementos) e após uma gestação de aproximadamente três meses, dá à luz a 2 ou 7 coatis, num refúgio construído por ela própria nas árvores. Os bebés-coati e a mãe voltam a juntar-se ao bando com cerca de seis semanas.
Devido ao seu tamanho reduzido, os coatis são um alvo fácil para predadores temíveis tais como: pumas, jaguares, cobras e crocodilos. Os coatis não gostam de agua mas são bons nadadores. Dormem no alto das árvores, bem enrolados e só descem depois de se fazer dia.




Sem comentários:

Enviar um comentário